sexta-feira, 25 de março de 2016

a magia

Ensinei-te a ver as estrelas mesmo quando não havia céu aberto
segurei a tua mão para que escolhesses a tua, ali, ao pé da lua
seria a tal da boa sorte, que te guiaria para além  do destino
apontaste-a logo, bem seguro, e mandaste-lhe beijos

Contei-te aquele meu segredo de lhe pedir três desejos
a cada ano que começa, a cada etapa que se inicia
depois, ainda pequenino, descobriste sozinho
no caminho para o futuro, a magia da vida!

terça-feira, 22 de março de 2016

Morres-Te

Morres-Te
a cada novo dia que não estreias
sabendo que nunca se repete

Morres-Te
no sonho alcançado que não premeias
porque já almejas qualquer outro

Morres-te
quando nos teus enredos te enleias
e não te endireitas no presente

Morres-te
preso entre um ontem que desfeias
e um amanhã sempre adiado

Morres-te
e sabes ... e deixas-te agastado
nesse limbo onde te morres
de onde não há ressureição

sábado, 19 de março de 2016

Faltas-me.
Vais faltar-me sempre.
Mas saí-me bem da embrulhada que é viver sem a tua presença.
Não é o mesmo que viver sem ti, eu sei,  vives comigo de incontáveis maneiras.
E terias orgulho porque não desisti, dei um passo à frente, aquele que nunca deste.

Hoje é o dia em que desde que me conheço, me abeiro de ti pela manhã e anuncio:
_ Gosto muito de ti, pai!

Ainda navego no azul quente do teu olhar.

sábado, 5 de março de 2016

tempos azuis

há tempos ...

quase esqueço de evocar
aquele azul do teu olhar
a cor de todos os mares
de todos os teus amares
calados eternamente
em azul permanente

há tempos ....

renovo-me a invocar
desejo de outro estar
cores de outros olhares
tons de novos pulsares
num sonho recorrente
escrito a azul ardente

há tempos ...